quarta-feira, 10 de agosto de 2011

O "Pão de Açúcar" de Seu Santos


Valentim dos Santos Diniz (1913-2008) ou, como é carinhosamente chamado, “Seu Santos”, nasceu numa pequena aldeia da Beira Alta – Pomares do Jarmelo. Filho primogênito de Maria dos Prazeres e Abílio, teve mais dois irmãos, Joaquim e Lourdes. Aos oito anos perde a mãe e passa a ser criado pelo pai e a madrasta Dona Josefa.

No Outono de 1929 embarca em terceira classe com destino ao Brasil. Quinze dias após seu embarque, ao firmar seus olhos no horizonte, avista um maciço de pedras, que foi reconhecido rapidamente por outros viajantes: o Pão de Açúcar. Esse nome, tão simples e forte, fica marcado na memória do jovem imigrante português.

Após algumas horas desembarca em Santos, litoral paulista, e ao contrário dos outros viajantes, não foi para a Hospedaria dos Imigrantes no Brás; encaminhou-se para a casa de um tio de sua falecida mãe, no bairro da Mooca.


Com 16 anos preferiu não seguir a maioria dos imigrantes que rumavam para as lavouras de café e para as indústrias. Valentim começa a trabalhar no comércio, em um empório (loja/mercearia) chamado Real Barateiro, localizado na Avenida Brigadeiro Luis Antônio, esquina com a Rua Tutoia, no Paraíso. Exerce a função de caixeiro e entregador, além de dividir com um amigo um quarto nos fundos do estabelecimento. Sua independência começa a partir daí.

Com algumas economias guardadas e o dinheiro da lotaria ganho por sua esposa, Floripes, abrem na Rua Vergueiro seu primeiro negócio, uma pequena mercearia, que possui adjacente a sua moradia.

Posteriormente, seu ex-patrão Miranda o convida para ser sócio em uma panificadora (padaria). A parceria gera bons frutos e, além da panificadora, administra também uma mercearia na rua Tamandaré.

Doceira Pão de Açúcar


Após o fim da sociedade, Valentim compra um conjunto de casas antigas na Avenida Brigadeiro Luis Antonio, e no dia 7 de Setembro de 1948, presta sua homenagem ao País que lhe acolheu – fundando a Doceira Pão de Açúcar.

Os serviços da Doceira Pão de Açúcar inovam por oferecer buffet, doces e salgados que possuíam embalagens diferenciadas, especialmente para a empresa, além de eventos sociais, como baptizados, casamentos, noivados, entre outros.

Não demora muito, e em 1952 a primeira filial da Doceira é aberta na Praça Clóvis Bevilácqua, no centro de São Paulo. Nesse mesmo ano a terceira loja é inaugurada, também na região central, na Rua Barão de Paranapiacaba.

Supermercado Pão de Açúcar


No dia 14 de abril de 1959, com a ajuda de seu filho mais velho, Abílio, então com 19 anos, inaugura o Supermercado Pão de Açúcar, primeira das diversas lojas que estariam por vir.

Sua visão empreendedora e o gosto pelo negócio logo se transformam em novas lojas, que são abertas inclusive em locais onde ainda não existiam, como em shopping center e no litoral.

Em 1969, é convidado pelo governo português para se expandir para Portugal. A experiência de abertura de lojas em Portugal, e posteriormente Angola e Espanha, trazem para o início da década de 70 o carácter de pioneirismo e de visão para o futuro.

Esse pioneirismo não se restringe às diversas lojas abertas no exterior, mas também, um novo conceito de auto-serviço, implementado por Seu Santos e concretizado efectivamente até os dias atuais: o hipermercado.

É assim que em 28 de Maio de 1971, com um tom emocionado de voz, inaugura o Jumbo Santo André.


Companhia Brasileira de Distribuição

Ao longo do tempo, o negócio foi se expandindo, sendo hoje o maior grupo retalhista do Brasil, a Companhia Brasileira de Distribuição

Hoje, a Companhia Brasileira de Distribuição conta com cerca de 1.582 lojas. O Pão de Açúcar passa a ter mais de 79 mil funcionários nas lojas espalhadas pelo Brasil e também com importantes websites de comércio eletrónico.

A sede do grupo Pão de Açúcar está situada na Avenida Brigadeiro Luis António em São Paulo.

Homenagens


No final da década de 1960, recebe o título pela Santa Sé, no Grau de cavaleiro da Real Ordem Militar de Malta, além da Ordem do Mérito Infante Dom Henrique, os dois concedidos pelo Governo de Portugal.

Em 1972, já consolidado como um grande empresário, Seu Santos recebe os títulos “O Homem do Comércio do Ano” pela Associação Comercial de São Paulo e “O Comerciante do Ano” pelo Sindicato dos Lojistas do Comércio de São Paulo. Nunca esses dois títulos haviam sido outorgados à mesma pessoa. Sua contribuição ao crescimento econômico da cidade de São Paulo e seu amor incondicional pelo bairro do Jardim Paulista propiciou-lhe, em solenidade na Câmara Municipal de São Paulo, o título de “Cidadão Paulistano”.

Seu reconhecimento perante a sociedade não para, e em 1979 recebe em grau máximo as comendas da Ordem do Cruzeiro do Sul, do governo brasileiro, e da Ordem de Benemerência do Infante, do governo português.

Em 2003, a Casa de Portugal de São Paulo encomenda seu busto em bronze ao escultor
português Santos Lopes, colocado no saguão de entrada da instituição.


Espaço Memória

Em 2005 foi celebra a trajectória victoriosa do Grupo Pão de Açúcar com a inauguração da exposição que conta a história do empresa.

O "Espaço Memória" arquiva e processa todo material relevante para a história do Grupo Pão de Açúcar, como vídeos, fotos, documentos, apresentações, entre outros.

Além desse procedimento, mantém duas exposições permanentes – uma com troféus recebidos por todas as áreas da companhia –, e outra que mostra ano a ano toda a evolução do grupo e do comércio a retalho brasileiro, que pode ser visitada na sede da Companhia. No "Espaço Memória", os interessados terão acesso a depoimentos gravados por pessoas que fizeram a história do Grupo, incluindo seu fundador, Valentim dos Santos Diniz, e de Abilio dos Santos Diniz.

São vários registros que remontam quase 100 anos de história da empresa – do nascimento e viagem de Valentim Diniz ou "Seu" Santos, ao Brasil, passando pelo seu início empreendedor até a fundação do Grupo em 1948, e sua evolução, agregando novos processos, tecnologias, formas de negociar e assim se transformando na maior empresa retalhista do Brasil pelas mãos de Abilio Diniz, hoje Presidente do Conselho de Administração do Grupo.

Fontes/Mais informações: Grupo Pao de Açucar (adaptado) / wikipedia / Supervarejo

Sem comentários: