segunda-feira, 21 de julho de 2008

Mary Astor, melhor actriz secundária em 1941-1942



Mary Astor, de seu verdadeiro nome Lucille Vasconcellos Langhanke, nasceu em 3 de Maio de 1906 em Quincy,Illinois, sendo descendente de alemães e portugueses (por parte da mãe Helena Vasconcellos).

Estreou nos cinemas aos 14 anos, em participação não-creditada em "O Espantalho", abrangendo a sua carreira mais de cem filmes (desde 1920 até 1964).


O seu papel mais famoso foi o de Brigid O'Shaughnessy em "Reliquia Macabra" ("The Maltese Falcon") (1941) contracenando com Humphrey Bogart.

Nesse mesmo ano ganhou o Oscar ® para melhor actriz secundária pelo seu desempenho de Sandra Kovak no filme "A Grande Mentira" ("The Great Lie") protagonizado por Bette Davis e George Brent.

Venceu o National Board of Review para melhor actriz de 1941 pelo seu desempenho nesses dois filmes.

Prémios Oscar de 1942

Outros filmes de destaque na sua carreira: "Beau Brummel" (1924), "Two Arabian Knights" (único filme que ganhou o Oscar para melhor filme de comédia em 1929), "Holiday" (1930), "Don Juan" (1934), "Across the Pacific" (novamente de John Houston e com Humphrey Bogart, 1942), "Meet me in St. Louis" (1944) e "Little Women" (1949).

Após 1949 uma doença cardíaca, e problemas com alcoolismo, limitaram a sua actividade cinematográfica, tendo-se dedicado ao teatro e à televisão, bem como a escrever novelas e duas autobiografias que foram enormes sucessos de venda.

Possui uma estrela na Calçada da Fama, localizada em 6701 Hollywood Boulevard.


Revista Cinéfilo  (1932): "Essa coisa da Mary Astor se chamar Helena de Vasconcelos parece-me um grandíssimo canard".




Sem comentários: