sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Alfacinha, um miúdo luso na "Turma da Mônica"

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

'António Alfacinha', o mais novo personagem de BD da 'Turma da Mónica', fala português (ibérico) e veste-se com as cores da bandeira portuguesa. O 'miúdo luso' estreia-se este mês no Brasil, no n.º 7 da revista 'Cebolinha'. As revistas com as histórias que integram este novo herói do autor brasileiro Maurício de Sousa chegam a Portugal até ao final do ano.


As aventuras do mais recente membro da turma 'do bairro' passam por uma história de amor. O miúdo lisboeta de gema – cabelo preto e risca ao meio a lembrar um bigode aristocrático – vai apaixonar-se pela 'Mónica' no primeiro encontro, despertando ciúmes no 'Cebolinha'. Sem dominar as peculiaridades da língua 'brasileira', será enganado pelos outros rapazes quanto às frases mais adequadas para conquistar a miúda, o que acaba por lhe valer uma tareia 'de coelho', da Mónica.



Entrevista ao autor Maurício de Sousa:

– [Vai criar um novo personagem] Um lisboeta?

– É. Vai falar com o sotaque bem português com ‘A Turma da Mônica’ e provocar algumas confusões, até pelos sentidos distintos das mesmas palavras. Vai ser bom para as crianças saberem como se fala em Portugal e no Brasil.

– Os brasileiros fazem muitas piadas sobre os portugueses e até nos chamam ‘padeiros’. Será que vai ter sucesso?

– Vamos fazer o quê se, na realidade, as melhores padarias são portuguesas? (risos) Tenho muitos amigos portugueses.

Pai de Alfacinha é dono de uma padaria
António Alfacinha é "uma ideia antiga" de Maurício que agora se concretiza. (...)

Como principal característica, o Alfacinha "fala o português original de Portugal, com diferenças fonéticas, palavras diferentes, para que as crianças no Brasil também as conheçam e até comecem a utilizá-las. Assim haverá uma aproximação de crianças do Brasil e de Portugal que acho extremamente positiva".



E é nessas diferenças da língua (visível logo no nome: António, com "o" aberto, e não "Antônio" à brasileiro) que se baseiam as três primeiras histórias que Alfacinha co-protagoniza. Nelas, sucedem-se os trocadilhos e as confusões verbais, com bem conseguidos efeitos cómicos, possivelmente mais acessíveis a nós portugueses, mais habituados à língua brasileira, pela influência das telenovelas e da música, do que o inverso. Depois de travar conhecimento com o Cebolinha logo na primeira história - "Alfacinha, o miúdo luso" - António - que usa e abusa do "oh pá!" e do "ora pois!" - conhece outros membros da Turma, como o Cascão e o Xaveco, com quem joga futebol.



O encontro com a Mônica, resulta em paixão à primeira vista para o pobre portuguezinho, que é enganado pelos outros miúdos, quanto às melhores frases para a cativar. Depois de levar uma tareia "de coelho", a marca registada da Mônica, Alfacinha vingar-se-á de forma surpreendente!

Na terceira história, a sua paixão pela "cachopinha" desperta os ciúmes do Cebolinha, começando entre ambos uma guerra culinária que termina da forma habitual, com os dois pretendentes unidos na desgraça, vencidos e (con)vencidos pelo coelho da Mônica!




Outros portugueses que Maurício de Sousa criou

António Alfacinha não é o primeiro português criado por Maurício de Sousa nos seus "quadrinhos", embora seja o primeiro a merecer um lugar de (relativo) destaque. Nos anos 50, ainda a Turma não existia, Maurício criou Mingão, o dono de um talho, que agora chegou a ser apontado como pai do Alfacinha, o que acabou por não se concretizar.


Entretanto abandonado, Mingão voltou a aparecer de forma fugaz em "Lostinho - perdidinhos nos quadrinhos", uma sátira da Turma da Mônica à série televisiva "Lost" ("Perdidos").




Em tempos mais recentes. Quinzinho foi outro português a cruzar os caminhos da Turma, como namorado da comilona Magali. Filho de um padeiro, ao contrário do que se possa pensar, o seu nome não é diminutivo de Joaquim, mas antes uma tradição familiar pois os irmãos chamam-se Onzinho, Dozinho, Trezinho…

Fontes: Pedro Cleto - Jornal de Notícias / Sofia Canelas de Castro - Correio da Manhã /  Get back / Videos Youtube (Viagem a Portugal) (Alfacinha) (Quinzinho)





"Uma viagem a Portugal"

Em 2013 foi publicado o livro "Viagem a Portugal", com textos do autor brasileiro José Santos e desenhos de Maurício de Sousa,.

O livro coloca Mônica, Cascão, Cebolinha e Magali a mostrarem a diversidade da língua portuguesa.

"Eu sou neto de portugueses, apaixonado pela cultura portuguesa e resolvi fazer esse livro pois sempre me chamaram a atenção a infinidade de palavras tão peculiares ao português lusitano", explicou José Santos à agência Lusa.
Pastilha elástica, matraquilhos, jogo do galo, barbeiro e hospedeira de bordo são algumas das 250 palavras, habitualmente usadas pelos portugueses, que surgem nesta obra didática.
O livro está repartido por 13 cenas do quotidiano português - no mercado, na escola, em casa - e em cada uma delas há um texto com palavras usadas pelos portugueses e um glossário que remete para as que os brasileiros usam.

Fonte: Diário digital

1 comentário:

Catarina Magalhães disse...

Iuppi...! Alguém português na Turma da Mônica... :D