quarta-feira, 17 de junho de 2009

“Na rota dos navegadores portugueses” – um ensaio fotográfico (1988) de Michael Teague


Michal Teague (1932-1999), jornalista e fotógrafo de origem britânica, ganhou, enquanto estudante, um prémio da Universidade de Oxford, oferecido pela Royal Asian Society (RAS). O tema obrigatório era “Ascensão e queda das actividades coloniais portuguesas a Oriente do Suez".

No decurso de uma viagem a Angola apaixonou-se pela arquitectura colonial portuguesa. Deixou-se encantar pela atmosfera peculiar das igrejas, fortes, do casario popular e dos grandes palácios.

Em todos eles descobriu uma mesma impressão digital, que reflectia uma cultura miscigenada de enorme harmonia, um casamento quase perfeito entre o estilo europeu e o africano.

Alguns anos mais tarde, sendo já um consagrado e experiente fotojornalista, sediado nos Estados Unidos, cruzou o mundo no rasto dos navegadores portugueses, recriando a lendária viagem de Vasco da Gama até à Índia.

Em cada porto, em cada baía, em cada foz de rio em cada cidade, sentiu a mesma maravilha, no Brasil, em Africa, no Golfo Pérsico, na Índia, Japão, China ou em Timor, pressentia o mesmo espírito que o tinha encantado na primeira viagem a Angola.

Michael Teague percorreu mais de 270 mil quilómetros, em trinta países diferentes, coleccionando muitos milhares de fotografias, num voo de pássaro sobre o vasto património cultural construído em quatro continentes entre os séculos XV e XVII.

Escreveu para várias publicações internacionais, sendo autor de um livro que inclui fotografias das suas viagens, intitulado “In the Wake of the Portuguese Navigators”.

Fontes: Gpeari / Lourdes Simões de Carvalho



Descrição da obra

Conjunto de 201 imagens, que constituem um ensaio fotográfico de Michael Teague. Viagem de reconstituição das "Rotas dos navegadores portugueses", de Lisboa ao Japão. Registo fotográfico, através do qual o autor capta a presença e vestígios portugueses em África, Brasil e Oriente

Sem comentários: