sexta-feira, 27 de março de 2009

Maria Eugénia - Vedeta do Cinema Internacional

Quando em 1945 estreia em Espanha o filme “El Ruiseñor de La Rádio”, titulo espanhol para o filme “A Menina da Rádio”, de Arthur Duarte, o realizador espanhol Raul Alfonso, fica fascinado pela beleza e simpatia de Maria Eugénia.

Maria Eugénia parte para Espanha, em 1946, para filmar a co-produção Luso-espanhola “O Hóspede do quarto nº 13”, sendo convidada, quase de imediato, por Raul Alfonso, para protagonizar o filme “Los heroes del 95”, ao lado do actor Alfredo Mayo.

Tal convite era um grande privilégio, pois tratava-se de um filme espanhol e não de uma co-produção luso-espanhola, o que tornava este convite uma grande honra para uma jovem que nunca tinha estudado no conservatório, e que até à poucos meses atrás nem sonhava sequer tornar-se numa vedeta.

O sucesso de “Heróis de 95” leva a que Maria Eugénia rapidamente se torne uma vedeta internacional. Por isso os convites para fazer cinema não param.

Quase de seguida é convidada para entrar em duas co-produções Hispano-Italianas: “Quando os Anjos Dormem” (1947) e “Conflito Inesperado” (1948), ambas realizadas por Ricardo Gascón.

Amedeo Nazzari, um famoso actor italiano, participa nesses dois filmes, tendo-se constado que o actor italiano seria o intermediário de um convite de trabalho de Vittorio de Sica, que Maria Eugénia recusará.

Fontes: Paulo Borges.blogue pessoal / wikipedia

1 comentário:

O Regresso de Buck Jones disse...

Caro amigo,

"Achei" o seu blog quando andava "à cata" de bonecos de "cóbois". Em boa hora descobri este blog.

Parabéns e... força para continuar!

Buck Jones